top of page

MATERNIDADE APÓS OS 40 ANOS DE IDADE, UTILIZANDO ÓVULOS DE DOADORAS.

A doação de óvulos é uma técnica de fertilidade muito semelhante à Fertilização In Vitro convencional (FIV), a única diferença é que a estimulação ovariana e a recuperação dos óvulos são realizadas no corpo da mulher doadora.

Esta técnica é indicada para mulheres que, por várias razões, não têm óvulos, ou têm óvulos de baixa qualidade que não fertilizam embriões com a capacidade de implantar e gerar uma gravidez.

As razões mais frequentes para ter acesso a este tratamento são:

  • Falha ovariana: Quando há uma perda da função ovariana, geralmente devido a um esgotamento da reserva ovariana da paciente. Se isto ocorrer antes dos 40 anos de idade, chama-se Falha Precoce dos Ovários.

  • Diminuição ou perdida da qualidade dos óvulos: Isto ocorre naturalmente em todas as mulheres após os 40 anos de idade. É natural e fisiológico que, com a idade, a fertilidade de uma mulher diminua, sem que seja necessário ter qualquer patologia prévia.

  • Falhas repetidas na fertilização in vitro: ocorre após duas ou três tentativas de fertilização in vitro, nas quais se observa uma baixa qualidade dos óvulos ou uma baixa qualidade dos embriões gerados por estas técnicas.

  • Endometriose grave: Pode estar associada a uma baixa qualidade de óvulos devido à inflamação crónica que esta doença produz nos órgãos reprodutores femininos.

  • Alterações genéticas conhecidas: Pacientes portadores de uma doença genética e que não desejam transmiti-la à sua descendência.

  • Perdas recorrentes de gravidez: Quando se suspeita que o óvulo produz embriões que não produzem uma gravidez a termo.

  • Idade reprodutiva avançada: o potencial de procriação de uma mulher passa por diferentes fases. Por volta dos 21 anos de idade é o estágio de maior potencial, a partir dos 30 começa a diminuir, tornando-se perceptível a partir dos 35 anos de idade, a partir dos 40 anos as probabilidades biológicas de engravidar são menores.

Quando estas técnicas são utilizadas, os ciclos menstruais da doadora e da receptora são coordenados até que os óvulos sejam capturados e fertilizados. Alguns dias mais tarde, os embriões são transferidos para o útero da paciente receptora e é efectuado um teste de sangue após 14 dias para confirmar a gravidez.

A fertilização in vitro com óvulos doados é uma técnica utilizada há anos nosso país em aproximadamente 30% de todos os casais submetidos a tratamentos de fertilidade.

É a técnica de reprodução assistida com a maior probabilidade de éxito por ciclo, já que as doadoras são mulheres jovens, geram óvulos de boa qualidade e, portanto, embriões com uma elevada taxa de implantação.

As melhores taxas e gravidezes ao melhor preço

Suporte completo e personalizado

Consultas virtuais

bottom of page